Adão ou Somos Todos Filhos da Terra

Por Phillippe de C. T. Watanabe

Adão Xalebaradã canta sobre sua realidade no Cantagalo, Rio de Janeiro. Fala sobre preconceito, salário mínimo, corrupção. Canta, além disso, sobre Freud, Sócrates, Platão, a escolástica e o FMI.

Adão também está presente no documentário Notícias de uma Guerra Particular (Kátia Lund, João Moreira Salles, 1999), porém de forma discreta, quase invisível. No curta-documentário Adão ou Somos Todos Filhos da Terra (Kátia Lund, João Moreira Salles, Walter Salles, Daniela Thomas, 1998) o palco é só dele. Compositor nunca gravado de, segundo o filme, mais de 500 músicas, Adão discursa sobre as mentiras do ser humano. Como querem a paz se continuam a fabricar armas?

Os diretores e a montagem não interrompem as músicas de Adão. Respeitam suas ideias, letras e melodias, como que para compensar sua enorme produção nunca reconhecida. Pelo menos a câmera e o tempo são só dele. Adão fala de humildade e da precária sabedoria humana. Nada fala sobre algum tipo de esperança.

Adão não é o primeiro de sua espécie. Segue, assim como tantos outros, o rastro da pesada sombra de um Cartola.

Curta disponível em: http://portacurtas.org.br/filme/?name=adao_ou_somos_todos_filhos_da_terra

Anúncios